portefólio de cursos

Escrevi uma história para crianças. Como posso melhorá-la?

Objetivos:

Escreve-se muito para crianças, mas será esta escrita apurada, desafiante, divertida e profunda? Os perigos espreitam, com moralidades impostas, textos simplistas em vez de claros e intensos, com muletas em excesso, pois acreditamos, erradamente, que funcionam. Neste curso de 6 horas, iremos trabalhar sobre textos já construídos e perceber como podemos melhorá-los, subverter-lhes a previsibilidade, torná-los fonte de prazer, pensamento e crescimento, sem impor nada ao leitor.

Público-alvo:

Autores de textos para crianças.

Formadora:

Margarida Fonseca Santos foi professora de Pedagogia e de Formação Musical em várias escolas, nomeadamente na Escola Superior de Música de Lisboa. Começou a escrever em 1993. Estudou Escrita Criativa, Escrita para Teatro, Guionismo e Curta-Metragem. Tem vários livros publicados, sendo a maioria na área infantojuvenil; mais de metade está incluída no PNL. Ganhou vários prémios literários em conto, novela e romance. Escreve regularmente para teatro, tanto para crianças como para adultos. Dinamiza oficinas de escrita criativa, escrita para teatro e escrita para crianças e jovens. O seu último romance é Deixa-me Entrar na Tua Vida (2012). Escrita em Dia (2013) é um manual de escrita criativa, recheado de estratégias e exemplos. Publica todos os meses, no suplemento de Educação doJornal de Letras, um conto. É responsável pelo blogue histórias em 77 palavras.

Programa:

1. A moralidade – o maior perigo

2. Personagens, espaço e tempo – a ação como ponto de partida

3. Diferença entre simplicidade e texto simplista

4. A metáfora na escrita para crianças

5. Narradores da vida real.

You Might Also Like