portefólio de cursos

Oficina «Cartoon Político», por Pedro Vieira

Clique aqui para se inscrever.
Horário:

Dias 29 e 31 de maio, entre as 19.00 e as 21.00.

Objetivos:

A oficina tem como objetivo o de que os formandos conheçam, em contexto de perspetiva histórica, as origens da caricatura e do desenho satírico, nomeadamente o cartoon político, fazendo a ponte com os dias de hoje. Das origens do cartoon, muito anteriores à publicação de jornais, às questões contemporâneas da liberdade de expressão. Pretende-se ainda a realização de um exercício prático a partir de um tema discutido entre formador e formandos, servindo como síntese da oficina e pretexto para o debate em torno de técnicas, abordagens e limites (ou não) ao discurso humorístico.

Público-alvo:

A oficina destina-se particularmente a quem tenha interesse nas áreas de cartoon editorial, comunicação política e mass media, bem como a ilustradores e designers.

Formador:

Pedro Vieira é ilustrador da revista LER e exerce em regime freelance na área, tendo trabalhos publicados no i, Público, Observador, Inimigo Público, bem como em chancelas editoriais como a Quetzal, a Sextante e a Guerra & Paz. Ilustrou para a banda A Naifa. É guionista e apresentador do programa de debate político O Último Apaga a Luz na RTP3. Dirigiu a área de comunicação da Booktailors e coordenou os programas Inferno, Ah, a Literatura e Os Culturistas no Canal Q das Produções Fictícias.

Programa:

1. Origem da caricatura e do cartoon

1.1 Cartoon – o que é?
1.2 O cartoon e as guerras religiosas
1.3 O aparecimento do cartoon editorial
1.4 O primeiro processo em tribunal

2. Evolução histórica

2.1 O papel da imprensa anglo-saxónica
2.2 O desdobramento de géneros
2.3 Os eventos e prémios da especialidade

3. Cartoon em Portugal

3.1 A Primeira República
3.2 A importância de Rafael Bordalo Pinheiro
3.3 A censura do Estado Novo
3.4 O cartoon pós-revolução

4. Cartoon político contemporâneo

4.1 A crise da imprensa e o desinvestimento no trabalho criativo
4.2 O caso New Yorker, baluarte do cartoon
4.3 O caso The Economist, num mundo contagiado pelo economês
4.4 Autores contemporâneos de referência
4.5 Temas de eleição no cartoon contemporâneo
4.6 O caso Charlie Hebdo e os limites à liberdade de expressão

5. Exercício prático

5.1 Técnicas, materiais e difusão
5.2 Temas, ângulos de abordagem e limites ao discurso
5.3 Debate e análise das propostas

Clique aqui para se inscrever.

You Might Also Like